sexta-feira, 5 de maio de 2017

E-Book: Comunicar e Avaliar Ciência

[Livro - E-Book] Comunicar e Avaliar Ciência

Título:
Comunicar e Avaliar Ciência

Organizadores:
Anabela Gradim (DeGóis)
Catarina Moura (DeGóis)

Editora:
LabCom

Edição:
2015

ISBN:
9789896542382

Sinopse:
"A comunidade científica é hoje o resultado inequívoco do modo como os últimos anos acentuaram exponencialmente o desafio de definir e estabilizar parâmetros que permitam que a comunicação e avaliação de ciência possam beneficiar da credibilidade necessária à sustentabilidade de um complexo paradigma. Pensado na sequência - e como resultado - de uma conferência internacional sobre Modelos de Publicação Emergentes organizada no âmbito de um projeto dedicado, justamente, à Comunicação de Ciência, este livro reflete e faz eco, a partir de treze ensaios, das preocupações dos milhares de investigadores, professores, estudantes e bibliotecários que sentem, sobre o seu trabalho (sobre o seu futuro), a pressão permanente de um sistema cujo intrincado agenciamento permanece, até certa medida, opaco."

Download:
http://www.labcom-ifp.ubi.pt/livro/248

Referência:
GRADIM, Anabela;  MOURA, Catarina (Orgs.). Comunicar e avaliar ciência. Covilhã: LabCom, 2015.

Créditos deste post:

Publicado originalmente pelo Prof. Alejandro Knaesel Arrabal do Blog PRÁTICA DA PESQUISA em 4 de maio de 2017

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Dica: manuseando arquivos PDF

Compartilho o site I LOVE PDF é uma ferramentas online e completamente gratuita para juntar PDF, dividir PDF, comprimir PDF, converter documentos Office para PDF, conversão de PDF para JPG, e JPG para PDF.

E o que é melhor: não requer instalação: http://www.ilovepdf.com/pt

Confira aqui no Blog otras dicas sobre arquivos em formato PDF

quarta-feira, 1 de março de 2017

Tutorial Word: Inserindo números de páginas

Aprenda o segredo de se trabalhar com cabeçalhos e rodapés diferentes em cada página do seu documento Word.

Tutorial Word: Inserindo lista de figuras e tabelas

Tutorial para inserir listas de figuras e tabelas de forma automática no word

Tutorial Word: Inserindo sumário automático

Veja como colocar um sumário automaticamente em seus trabalhos e textos feitos com o Word.


sexta-feira, 18 de março de 2016

Procrastinação e estudos

Dicas para criar uma rotina de estudos e fugir da procrastinação, via Pós-Graduando: 

Quando eu estava na faculdade, não tinha uma rotina de estudos e, por isso, quando precisava estudar para uma prova, acabava me enrolando e deixando tudo para a última hora. 

Como resultado, passava as madrugadas e os finais de semana inteiros estudando ou escrevendo um trabalho e, no final, eu sempre ficava estressada e cansada. 

E pior, essa situação acontecia com frequência. 

Quando eu me preparava para o mestrado, também foi essa loucura. 

Quando eu notei que tinha que estudar e me dedicar muito, entrei em desespero e quase surtei. Essa situação também lhe parece familiar? 

Na verdade, percebi que se não me organizasse e criasse uma rotina de estudos, não conseguiria dar conta, pois além dos estudos para o mestrado, tenho meu trabalho como monitora, uma casa e uma família para cuidar. Afinal, como criar uma rotina de estudos? 

Eu não sou uma “expert” no assunto, mas posso citar 5 dicas que me ajudaram a criar uma rotina de estudos: 

1. A rotina de estudos 
A rotina é uma prática constante, uma repetição de hábitos e ações. Portanto, determine dias e horários fixos para o estudo e procure segui-los criteriosamente, independente da sua disposição ou ânimo no dia. Selecione os momentos do dia em que você é mais produtivo ou que você possa se concentrar melhor. No meu caso, prefiro estudar no período da tarde já que meu rendimento é mais baixo pela manhã. Caso não seja possível essa flexibilidade devido ao seu trabalho, estabeleça o mesmo horário toda semana para estudar, por exemplo, sábados e domingos das 8h às 12h. E, o mais importante, não marque nenhum compromisso nestes horários. 

2. O local de estudo 
Selecione um espaço para estudar, pode ser no escritório, no quarto ou mesmo numa sala de estudos na faculdade, o fundamental é que seja um lugar tranquilo e silencioso e que você não seja interrompido. Além disso, é importante ter um lugar organizado e limpo. Não estou dizendo que você deva gastar horas e horas (que você não tem) arrumando e deixando-o impecável. Um ambiente caótico em que você não consegue achar um texto que precisa ser lido devido à bagunça ou um lugar todo sujo com restos de comida na mesa podem prejudicar sua concentração, além de comprometer seus estudos. Um ambiente adequado ajuda a focar melhor a atenção nos estudos.
[...] 

3. As prioridades 
Estabeleça prioridades, ou seja, selecione o que precisa ser feito de mais importante (revisar textos, fazer fichamentos de livros, reler apostilas, escrever artigo, etc). Defina o que precisa ser estudado no dia ou o que precisa ser feito de mais urgente no caso de um trabalho ou projeto. 

  4. Os prazos Verifique a data da prova ou da entrega do trabalho com bastante antecedência para que você possa se organizar melhor e definir uma rotina de estudos. Em seguida, anote as datas em um lugar visível que você possa consultar com frequência (agenda, calendário, bloco de notas no celular, etc). Destaque com marcadores de texto ou canetas coloridas, no caso da agenda ou do calendário, para que você não possa esquecer. 

5. O foco 
Nestes horários, concentre-se nas tarefas que precisam ser feitas e que você já definiu previamente (prioridades). Evite todos os tipos de distrações (redes sociais, emails, celular, TV, etc) e foque a atenção nos estudos. Se for o caso, bloqueie o celular no horário de estudo para não receber as notificações a cada minuto e não se sentir tentado a conferir. Estabeleça pelo menos 5 minutos de intervalo entre um texto e outro. Dê uma pausa, relaxe, beba água, vá ao banheiro, ande um pouco e depois volte para o estudo. Eu sei o quanto é difícil no início manter a rotina, mas hoje eu percebo o quanto ela é essencial para que eu consiga cumprir tudo no prazo sem ter tanto desgaste e estresse. 

E a sua rotina de estudos, como é?

Indico o curso "Learning How To Learn" que está no Coursera e tem feito sucesso. Há legendas em português.

Fonte: Isabel Sales In Blog Contabilidade Financeira |Fonte da Imagem: Aqui

 

Livros de edições diferentes na revisão bibliográfica

Ao realizar uma pesquisa de revisão bibliográfica é importante observar as edições das obras consultadas. Em geral, recomenda-se utilizar a mais recente e manter-se fiel a mesma edição. Digo isto porque não é raro acontecer o seguinte: você vai até a biblioteca da universidade e leva temporariamente o livro “x”. Passa algum tempo com a obra, realiza a leitura, traz algumas passagens para o seu trabalho (na forma de citações diretas) mas não conclui antes de devolver o livro. Na segunda oportunidade pega um exemplar do livro "x" disponível na biblioteca, mas não se dá conta que é uma outra edição. Assim, pode acontecer que o conteúdo de uma obra seja diferente da outra, isto porque uma delas é atualizada ou porque foram produzidas por editoras distintas. Nestes casos há grande possibilidade da numeração de páginas ser diferente, de modo que isto representará um problema para o seu trabalho.
Três alternativas para resolver a questão: